Adido científico da Itália fará palestra no CI / UFPB sobre Geoestatística Ambiental

março 16, 2017

O adido científico da Embaixada da Itália em Brasília e professor da Universidade de Bolonha, Roberto Bruno, será recebido pelo Centro de Informática (CI) da UFPB, no próximo dia 23, onde fará uma palestra, às 15h30, no auditório da unidade de ensino, sobre “Geoestatística Ambiental”, área na qual desenvolve pesquisas na instituição de ensino italiana.

Na UFPB, Roberto Bruno vai cumprir uma agenda de dois dias, a qual inclui um encontro com a reitora Margareth Diniz, dia 24, às 9h, seguido pela realização de um debate, às 10h, no auditório da Reitoria, com a comunidade universitária, sobre “A política de cooperação acadêmica e científica da Itália no Brasil”.

A visita do membro do corpo diplomático da Itália à universidade atende a um convite do professor e assessor de Pesquisa do CI, Waldir Roque, e tem a colaboração da direção do Centro. A palestra no CI está sendo organizada com o apoio da equipe do Laboratório de Modelagem em Engenharia de Petróleo (LAMEP) do Departamento de Computação Científica (DCC).

A Universidade de Bolonha foi fundada há 929 anos e é uma das mais antigas do Ocidente, tendo abrigado grandes personagens da história e da ciência. Na Idade Média, foi famosa em toda a Europa por suas escolas de Humanidades e Direito Civil, onde estudaram Dante Alighieri e Francesco Petrarca. O enorme prestígio da universidade em toda a Europa fez dela um destino para cientistas como Paracelso e Nicolau Copérnico, que ali iniciou suas observações astronômicas.

Atualmente conta com cerca de 100 mil alunos em suas 23 escolas. Possui campi em Imola, Ravenna, Forlì, Cesena e Rimini e um centro de filial em Buenos Aires, na Argentina. Oferece cursos de Artes, Direito, Medicina, Farmácia, Matemática, Engenharia, Agronomia, Medicina Veterinária, Arquitetura e Pedagogia. O semiólogo e escritor italiano Umberto Eco, falecido no ano passado, foi o titular da cadeira de Semiótica na universidade.

Com centenas de acordos internacionais, a estrutura de pesquisa da Universidade de Bolonha conta com 33 departamentos, por meio dos quais promove, gerencia e mantém colaboração com universidades de diferentes partes do mundo, incluindo instituições do Brasil.

FONTES: Assessoria de Comunicação do CI e portal JB Online