CNPq contempla dois docentes do CI com bolsas de alta produtividade

janeiro 24, 2019

Os professores Alisson Brito e Tiago Maritan do Programa de Pós-graduação em Informática (PPGI) do Centro de Informática (CI) estão no seleto grupo de pesquisadores de universidades brasileiras contemplados, respectivamente, com Bolsas de Produtividade em Pesquisa e em Desenvolvimento Tecnológico e Extensão Inovadora do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

Alisson Brito concorreu à Bolsa de Produtividade em Pesquisa, através da chamada pública 09/2018 do CNPq, que divulgou o resultado dos aprovados no último dia 11.

Com a concessão dessa Bolsa, o CNPq objetiva valorizar pesquisadores que possuam produção científica, tecnológica e de inovação de destaque em suas respectivas áreas do conhecimento e incentivar o aumento da produção científica, tecnológica e de inovação de qualidade. Atualmente, Alisson Brito é coordenador e um dos fundadores do Laboratório de Sistemas Embarcados e Robótica (Laser) do CI.

Foram aprovadas 5.103 bolsas, em todas as áreas do conhecimento, nos níveis 1 e 2. A bolsa PQ existe desde 1976 e constitui o mais tradicional instrumento de apoio à pesquisa do CNPq.

Já o professor Tiago Maritan foi contemplado com a modalidade de Bolsa Produtividade em Desenvolvimento Tecnológico e Extensão Inovadora, à qual ele concorreu através da Chamada CNPq Nº 17/2018.

A confirmação do benefício foi anunciada em 10 de janeiro, pela Diretoria de Engenharias, Ciências Exatas e Humanas e Sociais do CNPq.A Bolsa tem vigência por um período de três anos.

O projeto de pesquisa de Tiago Maritan atendeu às especificidades da chamada do CNPq que, através desse incentivo, apoia pesquisadores com perfil e projeto voltados ao desenvolvimento tecnológico, indução e disseminação de inovação e empreendedorismo de base tecnológica no país.

Tiago Maritan é membro e foi coordenador do Núcleo de Pesquisa e Extensão Lavid do CI. É também um dos coordenadores do projeto VLibras, um conjunto de softwares que traduz conteúdos em áudio, vídeo e texto para a Língua Brasileira de Sinais (Libras).

FONTE: Assessoria de Comunicação do CI e portal do CNPq