Presidente da Fapesq apresenta perspectivas de cooperação tecnológica com CI

novembro 18, 2016

foto-palestra-claudio-furtado-17-nov-16

O Centro de Informática (CI) da UFPB vai ampliar o intercâmbio científico e tecnológico com o Governo do Estado, através da Fundação de Apoio à Pesquisa da Paraíba (Fapesq). Uma das prováveis parcerias é com o Laboratório de Sistemas Embarcados e Robótica (Laser), que desenvolve drones, além da continuidade de projetos na área de TV digital e a possibilidade de participação de grupos do CI em editais de inovação e empreendedorismo.

A informação é de Claudio Furtado , presidente da Fapesq, que esteve reunido, na manhã de quinta-feira, 17, com o diretor do Centro, Hamilton Soares; o vice-diretor, Lucídio Cabral; professores de graduação e pós-graduação, funcionários e alunos. Claudio Furtado participou de colóquio organizado pelo CI, durante o qual apresentou os programas e ações do Estado para ciência e tecnologia.

Segundo o presidente da Fapesq, através da cooperação com a equipe do Laser, estudantes de ensino médio de escolas estaduais terão acesso ao processo de pesquisa e desenvolvimento dos drones, uma forma de estimular o interesse pela tecnologia e também de despertar vocações para o empreendedorismo.

O CI criou o primeiro centro de avaliação de drones (Veículos Aéreos Não Tripulados – VANTs) em ambientes fechados do Brasil. Essa expertise da equipe do Laboratório Laser será também fundamental para a colaboração no trabalho de monitoramento dos mananciais da Paraíba.

Durante o colóquio, Claudio Furtado anunciou que provavelmente em fevereiro do próximo ano a Fapesq lançará um edital para contratação de professores com título de doutor que irão atuar no assessoramento de grupos de pesquisa e de elaboração de projetos para concorrer em editais nacionais voltados para ciência e tecnologia.

Dentre as políticas da Fapesq que apontam perspectivas de cooperação técnico e científica com grupos de pesquisa do CI e de outras unidades de ensino da UFPB, ele citou um centro de inovação e empreendedorismo que o Governo do Estado planeja criar ainda na atual gestão e que vai funcionar em Mangabeira. Esse pólo, conforme observou, abrigará um centro de formação profissional da empresa Samsung.

Uma parceria promissora que pode alavancar a economia do Estado, gerando mais emprego e renda, está sendo gestada com o banco BNDES e prevê o lançamento de um edital de estímulo à criação de startups, empresas que estão no início de suas atividades e que buscam explorar atividades inovadoras no mercado. O foco dessas empresas será no desenvolvimento de jogos.

FONTE: Assessoria de Comunicação do CI