TV Cabo Branco destaca aplicativo para surdos criado pelo Lavid/UFPB e que vai beneficiar 10 milhões de brasileiros

março 22, 2016

Em ampla reportagem exibida no programa Paraíba Comunidade, no último domingo, 20, a emissora contou, através da história da aluna de Ciência da Computação da UFPB, Hozana Lima , e de outros estudantes com surdez, o que é viver em silêncio e sem um intérprete de Libras em sala de aula.
As dificuldades de Hozana Lima na apreensão dos conteúdos oferecidos nas aulas de informática motivaram o desenvolvimento pelo Núcleo de Pesquisa e Extensão Lavid do aplicativo VLibras.
FOTO VLIBRAS COMPUTADOR 2

Essa solução tecnológica traz um intérprete, na forma de avatar, que traduz qualquer conteúdo em texto, áudio e vídeo para Libras, a Linguagem Brasileira de Sinais.
A ferramenta de acessibilidade apresentada na reportagem da jornalista Larissa Pereira já está sendo disponibilizada pelo sites da administração pública federal. Para ter acesso, os surdos devem apenas baixar o aplicativo no computador ou em outra plataforma móvel, como o celular. O link de acesso é http://vlibrasplayer.lavid.ufpb.br/

FOTO VLIBRAS COMPUTADOR 3

O aplicativo VLibras poderá beneficiar cerca de 10 milhões de brasileiros com algum grau de deficiência auditiva. O sistema foi criado com financiamento do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) e da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP) e conta também com o apoio da Câmara dos Deputados e do Ministério das Mulheres, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos.
Assim como o português, Libras é um idioma oficial do Brasil desde 2002 (Lei nº 10.436) e possui estrutura gramatical própria que não está vinculada à língua oral. A compreensão é feita por meio da interpretação das expressões manual, corporal e facial.

Veja a reportagem no link:
http://g1.globo.com/pb/paraiba/paraiba-comunidade/videos/t/edicoes/v/pais-e-estudantes-surdos-lutam-para-ter-interpretes-em-sala-de-aula-bloco-1/4893903/

FONTE: Assessoria de Comunicação do CI